Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Zona de conforto !

Esteja disposto a se sentir desconfortável. Fique confortável estando desconfortável. Pode ficar difícil, mas é um preço pequeno a ser pago para viver um sonho. Peter McWilliams

Eu tenho um sofá muito confortável na minha sala. Quando me deito nele, é como se eu estivesse caindo em cima de uma nuvem no céu. Eu adoro ficar lá horas, lendo um bom livro ou vendo filmes ou até dormindo. Eu amo aquele sofá. Por quê? Porque é confortável.
Todos nós precisamos nos sentir seguros, relaxados e “guardados” em um local seguro. Entretanto, se ficarmos o tempo todo lá, o conforto pode começar a nos aprisionar e nos impedir de nos desafiar a aprender e a crescer.
A zona de conforto é como uma caixa pequena aonde fazemos as mesmas coisas repetidamente e, na maioria das vezes, inconscientemente, dia após dia. Saindo com as mesmas pessoas, vestindo as mesmas roupas, ouvindo as mesmas músicas, comendo as mesmas comidas - o que quer que façamos para nos mantermos seguros é o mesmo que viver na zona de c…

Símbolo da Psicopedagogia

Transcrevemos abaixo a notícia referente o símbolo da psicopedagogia eleito pela Associação Brasileira de Psicopedagogia:

Prezado Psicopedagogo

É com imensa satisfação que apresentamos o Símbolo da Psicopedagogia eleito por maioria de votos no VIII Congresso Brasileiro de Psicopedagogia realizado em São Paulo de 9 a 11 de julho de 2009.

A Diretoria Executiva da ABPp, por quase uma década tem se mobilizado de diferentes formas para que fosse criado e adotado um símbolo que representasse a atividade profissional do Psicopedagogo. A idéia foi encampada pelo Conselho Nacional da ABPp que, após vários estudos e sugestões trazidas pelas Seções e Núcleos se propôs a fazer um trabalho reflexivo com o grupo de conselheiras, para que as idéias pudessem ser gestadas a partir dos conceitos que norteiam a identidade da Psicopedagogia, a fim de que a escolha pudesse ser a que melhor se adaptasse aos objetivos propostos.

Assim, ao se definir e conceber o símbolo da profissão, buscamos produzir uma s…

Dislexia - Definição, Sinais e Avaliação

Dislexia - Definição, Sinais e Avaliação



O maior erro que se pode fazer com os disléxicos é querer que eles escrevam como todo mundo.
Dislexia
Definida como um distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração, a dislexia é o distúrbio de maior incidência nas salas de aula. Pesquisas realizadas em vários países mostram que entre 05% e 17% da população mundial é disléxica.

Ao contrário do que muitos pensam, a dislexia não é o resultado de má alfabetização, desatenção, desmotivação, condição sócio-econômica ou baixa inteligência. Ela é uma condição hereditária com alterações genéticas, apresentando ainda alterações no padrão neurológico.

Por esses múltiplos fatores é que a dislexia deve ser diagnosticada por uma equipe multidisciplinar. Esse tipo de avaliação dá condições de um acompanhamento mais efetivo das dificuldades após o diagnóstico, direcionando-o às particularidades de cada indivíduo, levando a resultados mais concretos.


Sinais de Alerta
Como a…

Escola, professores e bullying

A ameaça do bullying na escola
Há duas semanas uma professora de uma escola de Brasília foi presa acusada de amarrar e amordaçar um estudante hiperativo de 5 anos para “acalmá-lo”. Em março, um caso semelhante ocorreu em Curitiba, mas não ganhou as páginas dos jornais. Um garoto adotado aos 6 anos foi diagnosticado como hiperativo aos 12 e por isso ele se cansa de ficar em sala de aula durante muito tempo. Na ocasião, começou a dizer à mãe que não queria ir mais para a escola. Quando ela conseguia convencê-lo, o menino chegava atrasado. Um dia a professora o levou para a direção devido ao atraso. Ameaçaram chamar o Conselho Tutelar e disseram que eles iriam tirá-lo da mãe dele. Ele ficou apavorado com a iminente ameaça. “Meu filho foi adotado aos 6 anos, antes disso, viveu em abrigos, sabe muito bem como funciona o Conselho Tutelar. Foi uma ameaça muito pesada”, conta a mãe. Depois de sofrer bullying (intimidação em inglês), o aluno se recusou a voltar à escola. Hoje ele estuda em out…