Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

A importância dos jogos infantis

A evolução da brincadeira e do desenho na criança de 0 a 6 anos

Atualmente os jogos têm se integrado cada vez ao cotidiano escolar. Deixou de ser visto como birncadeira e passou a ser aceito. Para que essa aceitação acontecesse, houve a necessidade de um embasamento científico.
A brincadeira reflete a forma de pensar e sentir da criança, onde ela demonstra sua história vivida. E além disso, favorece:

•DESENVOLVIMENTO INTELECTUAL
•EQUILÍBRIO EMOCIONAL
•COMUNICAÇÃO
•CRIATIVIDADE
•INDEPENDÊNCIA

De acordo com Piaget, os jogos dividem-se em 3 tipos:

•JOGOS DE EXERCÍCIOS
•JOGOS SIMBÓLICOS
•JOGOS DE REGRAS

JOGOS DE EXERCÍCIOS (0 a 1 ano)

Nessa fase, a criança executa pelo simples prazer que encontra na atividade. Tem como característica a repetição e o ritmo.
EX: Mexer no móbile várias vezes
Atirar objetos várias vezes do berço, andar pela casa por longo tempo.

JOGOS SIMBÓLICOS (2 A 7 ANOS)

É fase do faz-de-conta, isto é, passa a representar sua ação internamente e a se utilizar de manifesta…

O que é Psicopedagogia

O que é Psicopedagogia ?

Um estudo construído a partir de dois saberes: Pedagogia e Psicologia, recebendo também influências: da lingüística, da neuropsicologia, da semiótica, da psicofisiologia, da filosofia humanista-existencial e da medicina. È uma nova ciência, que exige formação ampla, plural, dinâmica, adequada para os tempos atuais, neste sentido, é uma nova profissão, com nova atuação, apontando novos caminhos para a solução de antigos problemas.
A atuação da-se em clínicas especializadas ( atendimento individual, Distúrbios de Aprendizagem, Dislexia, Sexualidade, Orientação vocacional, facilitando o entedimento para tomar decisões e fazer escolhas adequadas, dentre outras necessidades ), instituição escolar ( subsidiando e instrumentalizando professores, participando da elaboração dos conteúdos e metodologias, tornando-os mais significativos e voltados para a realidade educacional, age na prevenção orientando famílias diante de dificuldades percebidas, antes que seja instalad…

Violência Escolar

Violência Escolar

Fontes primárias da violência escolar
Por Chafic Jbeili – psicanalista e psicopedagogo

A violência escolar tende a diminuir quando a impositividade ao estudo é substituída pela compreensão do estudar. Ninguém deveria ir para escola antes de entender suas razões para aprender.

Há muito tempo pesquiso, informalmente, as causas mais remotas da violência escolar, motivo de tanto mal estar no sistema educacional, razão para o sofrimento de pais, educadores e educandos. Na multiplicidade de fatores desencadeantes da violência escolar pude abstrair um forte componente, dentre tantos: a impositividade ao estudo.

A fonte primária de toda violência está associada à tentativa de ajustamento do ego por meio de seus mecanismos de defesa. é o sujeito tentando sobreviver! Precisa processar milhões de informações, muitas vezes conflitantes, para se adaptar às imposições do ambiente.

Desta forma, compreendo a violência escolar como uma espécie de refugo da neurose criada pelas demanda…

Dificuldades de Aprendizagem no Contexto Familiar

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM NO CONTEXTO FAMILIAR – ESCOLAR

Márcia Ramos

Resumo
Ao longo deste trabalho pretende-se analisar uma realidade no contexto escolar brasileiro, as dificuldades de aprendizagem apresentadas pelos alunos no ambiente escolar, e também fortalecer os vínculos família-escola.
É notável o número de crianças e jovens que encontram problemas relativos à aprendizagem, e que têm como conseqüência o fracasso escolar em suas vidas. Fazem parte de um grupo, dentro da sociedade, de alto risco para desarranjos psicossociais futuros, o que requer trabalho pró-ativo para encaminhamento dos mesmos.
Muitas vezes, as pessoas atingidas apresentam pré-disposição, são mais susceptíveis a apresentar dificuldades de aprendizagem, circunstanciada pelo seu desenvolvimento psicológico e/ou emocionais.
Na verdade, mesmo aqueles que apresentam recursos cognitivos para aprender estão quase sempre envolvidos numa situação problemática que impulsiona criança e família a demandarem recursos da c…

Poema de Paulo Freire

Um belo poema de PAULO FREIRE

"Escolhi a sombra de uma árvore para meditar

no muito que podia fazer enquanto te esperava

quem espera na pura esperança

vive um tempo de espera qualquer.

Por isso enquanto te espero

trabalharei nos campos e dialogarei com homens, mulheres e crianças

minhas mãos ficarão calosas

meus pés aprenderão os mistérios dos caminhos

meu corpo será queimado pelo sol

meus olhos verão o que nunca tinham visto

meus ouvidos escutarão ruídos antes despercebidos

na difusa sonoridade de cada dia.

Desconfiarei daqueles que venham me dizer

à sombra daquela árvore, prevenidos

que é perigoso esperar da forma que espero

que é perigoso caminhar

que é perigoso falar...

porque eles rechaçam a alegria de tua chegada.

Desconfiarei também daqueles que venham me dizer

à sombra desta árvore, que tu já chegaste

porque estes que te anunciam ingenuamente

antes te denunciavam.

Esperarei por ti como o jardineiro

que prepara o jardim para a rosa

que se abrirá na primavera"

Paulo Fre…

Experiência

Ter Experiência

Num processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam responder a seguinte pergunta:

"Você tem experiência?"

A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso. Com certeza, será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia, e acima de tudo por sua alma.

Leia com calma. Você vai gostar!
Tem um final surpreendente.

REDAÇÃO VENCEDORA:

"Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo. Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista.
Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando. Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo
desconhecido. Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já me cor…

Resolução de problemas ...

Como resolver problemas ...
O Guardião do Mosteiro.

Certo dia, num mosteiro zen-budista, com a morte do guardião, foi preciso encontrar um substituto. O grande Mestre convocou, então, todos os discípulos para descobrir quem seria o novo sentinela.

O Mestre, com muita tranquilidade, falou:

Assumirá o posto o monge que conseguir resolver primeiro o problema que eu vou apresentar.

O Guardião do Mosteiro

Então ele colocou uma mesinha magnífica no centro da enorme sala em que estavam reunidos e, em cima dela, pôs um vaso de porcelana muito raro, com uma rosa amarela de extraordinária beleza a enfeitá-lo. E disse apenas:

- Aqui está o problema! Todos ficaram olhando a cena: o vaso belíssimo, de valor inestimável, com a maravilhosa flor ao centro! O que representaria? O que fazer? Qual o enigma?

Nesse instante, um dos discípulos sacou a espada, olhou o Mestre, os companheiros, dirigiu- se ao centro da sala e ...Zapt!... destruiu tudo, com um só golpe.

Tão logo o discípulo retornou a seu lugar,…

Ética

Regras éticas: isso é "coisa" que se ensina?

Coisa” que não se ensina são todas aquelas que, inerentes à espécie, desenvolvem-se pelo instinto. Dessa maneira, não se ensina, por exemplo, uma criança a respirar, a mamar e tudo mais que surgirá em seu processo de desenvolvimento. Quanto ao mais, é essencial que tudo se ensine. Reclama-se muito do fato de os jovens da atualidade não “terem respeito pelos mais velhos” e “não respeitarem nem a si próprios” e protesta-se pela ausência do culto a valores que sempre marcaram as gerações e que, quase de um dia para o outro, parecem ter se perdido. Esses protestos podem ser justos e coerentes, mas, se os valores pelos quais sempre se reclama não são ensinados (e geralmente não o são) e não são produtos instintivos do desenvolvimento humano (e, certamente, também não o são), torna-se necessário e imperioso que eles sejam ensinados pelos pais, pela televisão, pelos amigos, pelo cinema e pela mídia. Contudo, se esses veículos não ensinam…

Dislexia

O que é Dislexia ?
Entender como aprendemos e o porquê de muitas pessoas inteligentes e, até, geniais experimentarem dificuldades paralelas em seu caminho diferencial do aprendizado, é desafio que a Ciência vem deslindando paulatinamente, em130 anos de pesquisas. E com o avanço tecnológico de nossos dias, com destaque ao apoio da técnica de ressonância magnética funcional, as conquistas dos últimos dez anos têm trazido respostas significativas sobre o que é Dislexia.

A complexidade do entendimento do que é Dislexia, está diretamente vinculada ao entendimento do ser humano: de quem somos; do que é Memória e Pensamento- Pensamento e Linguagem; de como aprendemos e do por quê podemos encontrar facilidades até geniais, mescladas de dificuldades até básicas em nosso processo individual de aprendizado. O maior problema para assimilarmos esta realidade está no conceito arcaico de que: "quem é bom, é bom em tudo"; isto é, a pessoa, porque inteligente, tem que saber tudo e ser habilid…

Psicopedagogia e Gestão

Gestão e Psicopedagogia
A PSICOPEDAGOGIA E A GESTÃO

Marcos Veloso de Albuquerque


Este artigo tem como objetivo promover um importante esclarecimento sobre o papel do psicopedagogo e na gestão das instituições educacionais. Palavras-chave: Multidisciplinaridade, conhecimento estratégico, gestão, planejamento, mudança.


Para um bom desempenho do psicopedagogo é necessário conhecimentos referentes a diversas áreas como a Pedagogia, a Psicologia genética e Social, a Neuropsicologia, a Psicanálise, a Linguística, entre outras, sendo estas as principais, integradas a outras funções como a Medicina, portanto uma especialização mutidisciplinar e interdisciplinar, encarregada de provocar indagações, reflexões e mudanças no ato das realidades interna e externa da aprendizagem, procurando estudar a construção do conhecimento em sua complexidade cognitiva, afetiva e social a que está sujeito os fenômenos das dificuldades de aprendizagem, relativo a processos (habilidades e atitudes) individuais e c…

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

UM OLHAR CLÍNICO (PSICOPEDAGÓGICO) SOBRE AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
categorias: Psicopedagogia

Adriana Francisca de Medeiros

Um olhar clínico não é um olhar que acontece só no meio médico, no espaço de uma clínica, como se pensava antigamente, e sim é decorrente de um método clínico de observação da realidade.Embora a palavra “clínica” tenha sua origem no termo grego kliné, que quer dizer leito no qual se observava ou se atendia um paciente, e tenha sido apropriada pela medicina durante muitos anos, o Método Clínico hoje utilizado pela Psicopedagogia foi ressignificado através da sua história, a mesma o utiliza como instrumento de investigação na coleta de dados para o diagnostico e intervenção das dificuldades de aprendizagem apresentadas por seus clientes.

A Psicopedagogia, portanto, herdou um método clínico que lhe permite intervir junto a um sujeito ou a um grupo de sujeitos que aprendem, em situação terapêutica ou educacional, considerando o dito e o não dito, a ação do sujeit…